Transporte combinado

por Cleber Ricci Anderson - guia "Bike na Rua"


5 formas de facilitar o seu dia-a-dia

     Existem algumas formas de combinarmos a bicicleta com um outro meio de transporte como bike-trem, bike-ônibus, bike-carro e bike-metrô, que facilitariam muito o nosso dia-a-dia. Com a adesão de vários ciclistas urbanos, conseguiremos aos poucos todas estas melhorias facilitando muito nossas vidas. Se no velho mundo deu certo, porque aqui não funcionaria. Encontre a sua forma de se transportar alternativamente. Use sua criatividade.


1 - bicicletários nas estações

     O cidadão chega pedalando de casa, deixa a bike estacionada na estação, pega o trem ou metrô e vai ao trabalho ou estudo retornando no final do dia.





2 - bicicleta desmontável

     Este tipo de bicicleta é muito utilizado nos países de primeiro mundo. Você vai com ela para todo lugar. Ela fica pequena rapidinho, pode ser carregada com facilidade permitindo entrar e viajar em qualquer coletivo.








3 - racks ou compartimentos nos coletivos

     As pessoas que vêm de mais longe via ônibus, trem ou lotações, que enfrentam estrada todo dia, poderiam se beneficiar chegando no ponto ou estação de sua cidade, tomar o coletivo, com a bike num rack ou por baixo, no porta-malas, chegar no outro bairro ou cidade e pedalar até seu destino.


4 - carro-bike

     Dirigir até um local de segurança para deixar o carro e seguir de bike ou ter uma bike sempre disponível no local de trabalho.
     Esta alternativa é bem-vinda quando moramos longe demais para ir pedalando para outra cidade e temos que ir a muitos lugares próximos ou em sequência. Pode-se combinar a ida para a cidade com os amigos e dividir as despesas com o carro. Afinal de contas ele foi feito para levar mais do que uma pessoa.






5 - mochila bike

 

     Com esta boa e prática bolsa, rapidamente desmontamos a bike tirando as duas rodas, colocamos o quadro no compartimento maior e as rodas no compartimento traseiro, carregamos a mochila nas costas e seguimos andando por uma estação rodoviária, ferroviária, do metrô ou aeroporto. Podemos chegar e sair pedalando das estações. Esta alternativa não é tão ideal para o dia-a-dia, mas é perfeita para o cicloturismo, turismo barato e muito utilizado por toda Europa. Procure transitar nas estaçõs fora dos horários de pico.




Estacionando

     O importante é trancar a bicicleta com a máxima segurança. Procure utilizar-se de cadeados confiáveis, o mais seguro é do tipo "U". Retire todos o elementos que são de encaixe, como: ciclocomputadores, faróis, lanternas, bombas, trava do selim e caramanhola.
     Prenda a bicicleta pelo quadro fazendo com que o cabo de aço ou corrente prenda também a roda dianteira e o selim.
     Nunca prenda apenas pela roda. Lembre-se: o mais importante é não utilizar no dia a dia uma bike que chame muito a atenção.
     Mais importante ainda do que trancar bem a sua bicicleta é escolher um lugar seguro para deixá-la. Conquiste o seu espaço por onde você anda.